Digimon Adventure Tri 3

Digimon Adventure Tri – 3ª Parte

Após 06 meses de espera, os fãs dos monstrinhos digitais foram presenteados com mais uma parte de Digimon Adventure Tri. O terceiro capítulo, intitulado Confissão (告白 – Kokuhaku), tem seu início logo após do capítulo anterior, Determinação (決意 – Kestsui). Aliás, para se situar melhor você pode ler as nossas análises das Parte 1 – Reunião e Parte 2 – Determinação de Digimon Tri.

Voltando para a trama: Além da destruição causada por Digimons infectados, o acontecido com Meiko e sua parceira, Meicoomon, ainda reverbera nos digiescolhidos. Tudo parece estar fora de controle e a sensação de impotência paira no ar. Além disso, Mei ainda tem que lidar com o remorso e a culpa, fazendo com que esta se afaste do grupo.

Digimon Adventure Tri 3

Não obstante a ameaça de infecção que pode destruir o Digital World e o Mundo Real, existem também outros fatos que podem desestabilizar mais ainda os digiescolhidos: Takeru (T.K.) percebe que Patamon está infectado e tenta, de todas as maneiras, esconder essa informação dos seus amigos. Enquanto isso, Koshiro (Izzy) parece estar à beira de um ataque de nervos para tentar descobrir sobre a tal “profecia” [que surgiu no capítulo anterior] e sobre a origem da infecção dos digimons. E para piorar a situação: todos os outros digiescolhidos, aqueles de Digimon 02, estão desaparecidos.

Digimon Adventure Tri 3
Nem chorei… Pouco.

O conflito de tornar-se adulto permeia praticamente todo o OVA, mas ganha corpo e complexidade. Esse é um tema interessante, levando em consideração que assuntos como vestibular, emprego, carreira etc. são verdadeiros tormentos para os jovens inseridos na sociedade japonesa atual. Nessa turbulência, não existe muito espaço para as memórias de infância, para os brinquedos ou até mesmo para os amigos. Ainda mais se forem Digimons! Porém, desta vez chega-se a uma resolução considerável de que para ser adulto não é necessário apagar a criança – ou seja, desfazer de suas memórias e momentos mais doces. É uma reconciliação de polos, aparentemente, tão opostos: a inocência e a maturidade.

Outro tema positivo é a questão da própria “ confissão” dos personagens – fazendo alusão ao título do capítulo – em relação a omitir certos fatos dos amigos por medo ou culpa. A dor da perda pode ser tão grande que supera a sensatez. Ademais, aqui há um fator interessante das relações humanas: o tempo, a mudança de gostos e outras intempéries além de traçar planos diferentes para cada um, alteram substancialmente o modo como essas relações se mantêm. Não se trata de uma questão de confiança, mas de uma mudança de perspectiva que adiciona novos medos, receios e outros bloqueios.

Digimon Adventure Tri 3
As intenções da Himekawa não parecem ser as melhores…

Tecnicamente, as batalhas e cenas de ação nesse capítulo de Digimon Tri não possuem uma boa dinâmica, chegando a quebrar consideravelmente o clímax da animação. O único grande destaque é a megadigievolução de Tentomon para HerculesKabuterimon, o que já era esperado. Além disso, embora algumas dúvidas tenham sido sanadas, muitas outras perguntas ainda permanecem no ar.

Novamente, Digimon acerta em um roteiro maduro, em procurar soluções para conflitos complexos e demonstrar a real força da amizade e das lembranças da infância. Aliás, isso soa quase como uma pequena lição: que às vezes vale a pena ressignificar determinados acontecimentos, vive-los novamente sob outra ótica, mas nunca podemos apagá-los, pois eles constituem parte do que nós somos.

Agora, é esperar – e muito – para ver*.

Nota CcW – Tomo 4 cafés tranquilamente. E você?

4-cafes

* O próximo capítulo de Digimon Adventure Tri estreia em 15 de Fevereiro de 2017.

Trailer – Digimon Adventure Tri – Confession/Confissão:

Ludmila Pires

Formada em Psicologia e amante do Cinema, Literatura, Filosofia, Cultura Oriental, Artes Marciais e mais um milhão de coisas da área de Humanas. Rainha das tretas e da crítica, adora uma polêmica de vez em quando. No fundo é um amor de pessoa.