d3

Dunkirk (Dunkirk – Christopher Nolan – 2017)

d1

Dunkirk é um filme ambientado na Segunda Guerra Mundial e conta uma história sobre 400 mil soldados Aliados, predominantemente ingleses, franceses e belgas, que estavam sendo pressionados e cercados pelas forças do Eixo na praia de Dunkirk. O Eixo, além de dominar a batalha por terra, tinha uma superioridade aérea que dificultava a evacuação dos soldados que iam na direção da Inglaterra por meio de couraçados devido a um intenso bombardeio aéreo. Eis que o então primeiro ministro inglês Winston Churchill dá uma ordem para a retirada das unidades aliadas de Dunkirk, que foi feito de modo desesperado pois até embarcações civis foram convocadas para atravessar o canal da Inglaterra até a França e resgatar os soldados.

O filme então foca em 3 linhas narrativas diferentes, com 3 grupos de personagens cujas tramas são contadas de forma não linear mas que se entrelaçam ao longo do filme. A primeira é a história na terra, onde acompanhamos dois soldados aliados, Tommy (Fionn Whitehead, em seu primeiro grande filme) e Gibson (Aneurin Barnard, de Guerra e Paz), tentando furar a fila de embarque para o salvamento de forma desesperada. A segunda linha é no mar, onde acompanhamos uma pequena tripulação de um iate que foi convocado para resgatar soldados, que consistia do Senhor Dawson (Mark Rylance, de Ponte dos Espiões), seu filho Peter (Tom Glynn-Carney, em seu primeiro grande filme) e seu ajudante George (Barry Keoghan, de Norfolk). A última linha é a do ar, sobre três pilotos de aviões spitfire, Farrier (Tom Hardy, de Mad Max: Estrada da Fúria), Collins (Jack Lowden, de England Is Mine) e seu líder, onde se esforçam intensamente para abater os caças alemães e melhorar as chances de fuga dos aliados.

d2

Tecnicamente, Dunkirk é um filme muito bem feito, o que é de se esperar em filmes do Christopher Nolan. A ambientação do filme é muito boa, você fica imerso nele quase que de imediato. A montagem das cenas também ficou muito boa, pois o filme sutilmente te conduz a perceber que a história é contada de maneira não linear, pois não há nenhum aviso e me gerou um pouco de confusão, só a passagem do tempo de acordo com a natureza e a iluminação dos locais que variam muito de uma cena a outra, assim como os momentos onde as cenas se encaixam com etapas mostradas anteriormente que levam a perceber o jeito diferente de contar a história, e mesmo com um pouco de confusão isso funcionou no filme e ganha pontos por ser uma tentativa diferente de contar a história e definir bem os personagens. O som do filme também chama muita atenção, pois ele consegue manter uma boa tensão nas várias cenas que necessitavam disso e era bem simples, os efeitos dos sons de tiros e bombas da guerra também eram muito explosivos.

d4

 

Dunkirk é um filme diferente para os padrões de Christopher Nolan, pois ao contrário de vários projetos do diretor, esse filme é um dos mais simples feitos por ele, tanto a nível de roteiro quanto no jeito de contar a história. O filme possui poucos diálogos e a história é algo que flui sem nenhum tipo de discurso expositivo para falar do filme, que era algo que de uns tempos pra cá havia demais nos filmes do diretor. O que o filme também propõe é algo simples, que é uma luta pela sobrevivência, e executa esse proposta de maneira igualmente simples.

Praticamente todos os atores estão muito bem nas cenas, tanto os mais conhecidos como Tom Hardy, Cillian Murphy, Kenneth Branagh e outros, quanto a grande escalação de atores novatos ou não tão experientes. Um destaque vai para os atores que fizeram Tommy e Gibson, que tinham um grande tempo de tela, quase nenhuma fala e mesmo assim conseguiram expor muito bem o que os personagens sentiam no meio do desespero que era aquela situação e toda a determinação que tinham para sair dela.

d5

O filme também faz um bom trabalho em mostrar o quanto a guerra é horrível e tensa. Vários personagens estão desesperados e com emoções à flor da pele, como por exemplo o soldado naufragado atuado por Cillian Murphy, que foi resgatado pelo barco dos Dawson e se desesperou quando soube que iam voltar para Dunkirk para resgatar mais soldados, o que poderia ser um trauma que apareceu no personagem. O próprio Dawson tinha uma determinação para salvar a todos no meio do perigo que vem do fato da guerra ter afetado sua família de maneira muito negativa. Os soldados na praia queriam se salvar e furar fila de todos os jeitos pois aquela situação era desesperadora demais para eles aguentarem. Os aviadores passaram vários perigos e fazendo vários sacrifícios para conseguir superar os alemães no ar, onde eles tinham tudo para perder.

d6

Dunkirk é um filme que impressiona, que se transforma em um filme complexo mesmo sendo um filme simples sobre uma situação que não era. É um filme muito bom sobre guerra, e que funciona como um passo importante para o estilo do diretor, antes focado em histórias muito mirabolantes. Não sei se esse filme será marcado como um dos grandes filmes sobre guerra já feitos, mas ao menos com um dos melhores desse ano ele tem potencial para ser lembrado.